terça-feira, 12 de janeiro de 2016

LIVRO: SEXOLOGIA CRISTÃ - VOLUME I


Escriba Valdemir publica livro SEXOLOGIA CRISTÃ - VOLUME I, contendo explicações da letra A a C sobre temas relativo ao sexo. Este livro expressa os conceitos divinos sobre o sexo e como deve ser usufruído corretamente.186 páginas  (Pode ser adquirido impresso por:amazon.com, clubedeautores.com.br e outras livrarias virtuais) 

Em uma série de livros, o Escriba Valdemir apresenta o posicionamento bíblico cristão puritano sobre o sexo debatendo os temas da sexologia de A a Z. É uma visão divina e não animal sobre o sexo como parte da atividade humana. Sexo, dinheiro e poder são desejos do imaginário humano. Durante toda a vida o homem carnal busca estes três componentes da vida terrena. Mas o homem espiritual também pode usufruir destes ideários, mas usando-o com moderação e dentro dos princípios divinos. Moderação e autocontrole são elementos necessários para o cristão se conter e fazer uso do sexo durante sua vida somente dentro do arranjo divino, chamado casamento. Sexo antes e fora do casamento é pecado. Sexo com pessoa do mesmo sexo é abominação. Sexo deve ser praticado com amor e com compromisso. Milhões de intrigas e assassinatos já ocorreram no mundo por causa do mau uso do sexo. A sociedade moderna hedionda banalizou o sexo, até incentivando o adultério, e como resultado assistimos várias tragédias familiares em decorrência do desrespeito e irresponsabilidade sexual.





sábado, 29 de agosto de 2015

LIVRO O FIM DO MUNDO

Escriba Valdemir publicou livro O FIM DO MUNDO, 118 páginas na qual analisamos o que a Bíblia diz sobre os acontecimentos do fim dos tempos e o retorno de Cristo a terra. (O livro pode ser adquirido impresso por: amazon.com, clubedeautores.com.br e dezenas de outras livrarias virtuais)


quarta-feira, 29 de julho de 2015

LIVRO: O QUE É IGREJA CATÓLICA ROMANA? - COMPLETO



Escriba Valdemir publica livro O QUE É IGREJA CATÓLICA ROMANA?. 143 páginas na qual analisamos a história do catolicismo, seus crimes e suas doutrinas pagãs, que nada tem de bíblico. (Pode ser adquirido impresso por:amazon.com, clubedeautores.com.br e outras livrarias virtuais) 


terça-feira, 31 de janeiro de 2012

FESTUS NATIVITATIS

Festum Nativitatis Domini, non Christianus, id est gentilis. Quae elementa coniuncta sunt et symbola religionis veterum Babylon. Die XXV mensis Decembris celebratur veterum Babylonicum Tammuz deum. Other Mitra paganorum deorum et Persis. Saturnus Romanorum celebraverunt diem festum Saturnalia, eo tempore in December. In Nativitate arbor est maximus deus Tammuz symbolum. Quae posita est in domo Tammuz Pinus in honorem dei solis huius. Fovere oportet elementa mundi et non Deo cultum paganum religionibus et cultibus, et macabre sinister. Ut purus neque Christianity idolatriae consuetudines paganorum rursus absolvendi. (By: Valdemir Mota de Menezes scriba)

segunda-feira, 5 de setembro de 2011

PROJECTUS

A origem da palavra PROJETO é oriunda do latim “projectus” e tem como sentido primário: “algo lançado para frente”. Almeida ressalta que “o projeto é inseparável da ação.” Isso me faz pensar que toda vez que tenho que fazer um projeto, devo entender que estou traçando algo concreto e não hipotético.

domingo, 10 de julho de 2011

AMBULARE

O escriba Valdemir Mota de Menezes leu o texto abaixo no site:
www.analisedetextos.com.br/.../o-que-e-polissemia.html


ambulare


É a capacidade que as palavras têm de assumir significados variados de acordo com o contexto. Não se trata de homonímia, que estudaremos adiante.

Ex.: Ele anda muito. Mário anda doente. Aquele executivo só anda de avião. Meu relógio não anda mais.

O verbo andar tem origem no latim ambulare. Possui inúmeros significados em português, dos quais destacamos apenas quatro. Trata-se, pois, de uma mesma palavra, de uso diverso na língua. Nas frases do exemplo, significa, respectivamente, caminhar, estar, viajar e funcionar.


AMBULARE

O escriba Valdemir Mota de Menezes leu o texto abaixo no site:
www.analisedetextos.com.br/.../o-que-e-polissemia.html


ambulare


É a capacidade que as palavras têm de assumir significados variados de acordo com o contexto. Não se trata de homonímia, que estudaremos adiante.

Ex.: Ele anda muito. Mário anda doente. Aquele executivo só anda de avião. Meu relógio não anda mais.

O verbo andar tem origem no latim ambulare. Possui inúmeros significados em português, dos quais destacamos apenas quatro. Trata-se, pois, de uma mesma palavra, de uso diverso na língua. Nas frases do exemplo, significa, respectivamente, caminhar, estar, viajar e funcionar.